Mato Grosso, Quinta-Feira, 18 de Abril de 2019
Logo NoticiaNET
Informe Publicitário
EM

Em Sinop mais de 70% dos acidentes de trânsito são com motos

Marcia Jordan

11/04/2019 às 17:59

Em Sinop mais de 70% dos acidentes de trânsito são com motos

Os motociclistas estão envolvidos em mais de 70% dos acidentes que são registrados em Sinop. Motoristas de carros compreendem 10% das ocorrências, outros 10% ciclistas e o restante envolve pedestres e outros tipos de colisões.

O curioso é que, segundo a Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte Urbano, o número de motocicletas no município é 16% menor do que o número de carros.

A estimativa mais recente indica que em Sinop existem, em circulação, pouco mais de 48 mil motocicletas e cerca de 56 mil carros. A população sinopense, de acordo com o IBGE, gira em torno de 135 mil moradores. Isso significa que, em média, existe uma moto para cada três pessoas e um carro para cada dois cidadãos na cidade.

Em 2018, a Secretaria de Trânsito registrou aproximadamente 2 mil acidentes, deste total, cerca de 1,4 mil envolvem motociclistas. De acordo com o guarda civil municipal Alessandro Silva Oliveira, na maioria das vezes o que leva uma moto a se envolver em acidente é a imprudência do condutor, que faz manobras de risco, querendo sempre ganhar tempo e espaço.

“A moto é um veículo de deslocamento rápido no trânsito comparado ao carro. O motociclista consegue passar por pequenos espaços, e isso agrava muito a situação. É comum ver uma moto ultrapassar pela direita, nos corredores entre os veículos e até mesmo pelos canteiros centrais”, relata Alessandro.

O mais preocupante é que, conforme dados da Secretaria Municipal de Saúde, nos anos de 2016, 2017 e 2018 os acidentes de trânsito ocuparam o 1° lugar com relação a óbitos de causas externas (acidentes, suicídios, homicídios entre outros). As unidades de saúde do município também registram elevado número de leitos hospitalares que são ocupados por pacientes que necessitam de atendimentos de urgência e emergência devido a colisões no trânsito.

Fonte Assessoria