Mato Grosso, Domingo, 25 de Agosto de 2019
Logo NoticiaNET
Informe Publicitário
PTB

PTB quer liberdade para formar coligações em MT

Marcia Jordan

05/04/2014 às 10:00

PTB quer liberdade para formar coligações em MT

Delegado na executiva nacional do PTB, o presidente do diretório estadual, Chico Galindo, conta com apoio de outros dois estados que também desejam liberdade em suas coligações para conseguir emplacar a medida na resolução do partido. Além de Mato Grosso, um dos outros estados que se encontram na mesma situação é Minas Gerais. Ambos são considerados estratégicos para os planos de reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT). No estado por exemplo, historicamente, os petistas têm dificuldade de sobrepor as candidaturas tucanas. A reunião da executiva nacional do PTB teve início na última terça-feira (1o), mas sem avanços. O documento final deve ser elaborado depois da reunião da próxima semana, marcada para o dia 8. Caso não seja liberada a composição estadual ao PTB, restará a busca de apoio junto a partidos da base aliada nacionalmente, encerrando o diálogo com o DEM e PSDB, com que as conversas já estavam mais avançadas. Apesar de ressaltar que não houve nenhuma tratativa partidária após a decisão de lançar candidatura própria no PTB, o partido chegou a iniciar uma espécie de grupo junto a democratas, tucanos e ao SDD para a composição proporcional, que até então, vinha sendo tratada como foco principal da sigla. Já entre os partidos da base aliada, o único que tem demonstrado independência para as negociações polí- tico-eleitorais é o PP. Diante da tendência de isolamento, já que o discurso de Pagot não poupa críticas à atual gestão estadual, dificultando o entendimento com os partidos que compõem a base do Governo Silval Barbosa (PMDB), o pré-candidato a governador destaca que conhece as entranhas do mundo político e sabe como os políticos pensam, por isso, acredita que mesmo em chapa pura, terá condições de disputar em pé de igualdade. – See more at: http://www.sonoticias.com.br/noticia/ptb-quer-liberdade-para-formar-coligacoes-em-mt#sthash.cA8XAlVI.dpufDelegado na executiva nacional do PTB, o presidente do diretório estadual, Chico Galindo, conta com apoio de outros dois estados que também desejam liberdade em suas coligações para conseguir emplacar a medida na resolução do partido. Além de Mato Grosso, um dos outros estados que se encontram na mesma situação é Minas Gerais. Ambos são considerados estratégicos para os planos de reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT). No estado por exemplo, historicamente, os petistas têm dificuldade de sobrepor as candidaturas tucanas. A reunião da executiva nacional do PTB teve início na última terça-feira (1o), mas sem avanços. O documento final deve ser elaborado depois da reunião da próxima semana, marcada para o dia 8. Caso não seja liberada a composição estadual ao PTB, restará a busca de apoio junto a partidos da base aliada nacionalmente, encerrando o diálogo com o DEM e PSDB, com que as conversas já estavam mais avançadas. Apesar de ressaltar que não houve nenhuma tratativa partidária após a decisão de lançar candidatura própria no PTB, o partido chegou a iniciar uma espécie de grupo junto a democratas, tucanos e ao SDD para a composição proporcional, que até então, vinha sendo tratada como foco principal da sigla. Já entre os partidos da base aliada, o único que tem demonstrado independência para as negociações polí- tico-eleitorais é o PP. Diante da tendência de isolamento, já que o discurso de Pagot não poupa críticas à atual gestão estadual, dificultando o entendimento com os partidos que compõem a base do Governo Silval Barbosa (PMDB), o pré-candidato a governador destaca que conhece as entranhas do mundo político e sabe como os políticos pensam, por isso, acredita que mesmo em chapa pura, terá condições de disputar em pé de igualdade. 

 

 

fonte A Gazeta